Inicio

Este jornal tb é teu. Colabora. Podes enviar-nos os textos ou linkar aqui a tua página. Oferecemos-te uma plateia de milhares de pessoas. Junta-te a nós...

JUSTIÇA CONTINUA A CONDENAR
IGREJA PEDÓFILA



Oito anos de prisão para padre francês
CADI FERNANDES
A Igreja Católica continua a ser notícia um pouco por todo o mundo devido aos escândalos de pedofilia. Não só nos EUA, onde o número de denúncias, acusações judiciais e condenações se mantém em crescendo, mas também na Europa. A confirmá-lo, a justiça francesa revelou-se, esta semana, implacável com o padre pedófilo Emile Leblond, de 84 anos: o sacerdote foi condenado a uma pena de oito anos de prisão por ter violado um jovem.

De acordo com os media franceses, a sua vítima, um jovem de 22 anos (à época dos factos tinha 12), que estuda Gestão em Paris, contou, em tribunal, com os testemunhos de outras quatro alegadas vítimas do sacerdorte, com idades entre os 30 e os 52 anos. Mas, a terem acontecido, estes crimes já prescreveram, de acordo com o ordenamento jurídico francês. O jovem exigiu que o julgamento decorresse à porta fechada.

Primeiro, Leblond disse que não violara o jovem, apenas o acariciara, mas depois, pela voz do seu advogado, admitiu ter consumado o acto, mas apenas ligeiramente», o mesmo é dizer que a violação «não foi profunda».

A sentença foi proferida na mesma semana em que se soube que outro pedófilo francês, Yves Gaussens, de 66 anos, foi condenado a 15 anos de prisão por ter repetidamente violado três rapazes. Gaussens tinha por hábito relatar no seu diário as datas e os tipos de abusos que infligia.

Estas duas condenações são consideradas como uma prova de que a justiça francesa mantém mão pesada relativamente aos pedófilos, mesmo que sejam sacerdotes. Um anterior caso que deu muito brado no país foi o do padre René Bissey, que, em Outubro de 2000, foi condenado a 18 anos de prisão por ter violado e abusado sexualmente de crianças com menos de 15 anos entre 1987 e 1996. Este caso motivou, aliás, uma situação inédita no país: o superior hierárquico de Bissey, o bispo Pierre Pican, também foi condenado, em 2001, a três meses de prisão por não ter denunciado os actos pedófilos, numa decisão que poderá fazer jurisprudência em matéria de segredo profissional. Tanto mais que, anteriormente, em 2000, outro bispo, Jacques Gaillot, não chegou a ser punido judicialmente, a despeito de admitir conhecer o passado pedófilo de um padre canadiano, Jacques Gaillot, que trabalhava na sua diocese.

Nos Estados Unidos, todos os dias são divulgadas notícias sobre padres pedófilos. Uma das mais recentes diz respeito a Thomas Purcell, da diocese de Tucson, que se encontra foragido (pode ser condenado a pena de morte). No Canadá, o padre Hugh Vincent MacDonald é acusado de 22 crimes de abuso sexual de menores.
(DN, 30 de Março)



VA
O Vidas Alternativas (Rádio Voxx, Lisboa 91.6 e Porto 90.0) é às quartas feiras, das 21-22h  e é o único programa lgbt da  nossa comunidade; é realizado  já há mais de dois anos por voluntários António Serzedelo e José Antunes (psicólogo). Tem ainda a colaboração dos portais  PortugalGay.PT e do  noticiarista Paulo Rodrigues do ex-GayPt.com,  assim como diferentes  convidados, conforme o tema. Anúncios pessoais breves. Telefone directo para intervir durante o   programa, com a sua opiniao, se desejar  anónima,  para : 213851624. Para mensagens curtas escritas  ou anúncios utilize o  93 84010 26 que a sua msg será lida.


Regressar á página inicial